Você vive ou sobrevive?

Liberdade e Escolha consciente

Você é movido pelo sistema modus vivência ou sobrevivência?

Viver a vida significa ser bem resolvido, solucionando os dilemas e problemas, típicos da existência humana, sozinho ou com o apoio de outros. Significa liberação emocional e mental para um olhar a vida através de uma lente limpa, clara, real e otimista. Essa lente exige consciência e coragem para sermos imparciais com os próprios pensamentos, no sentido de entender com clareza nossas escolhas e assumirmos responsabilidade pelas nossas decisões e ações. Tomada a decisão de adotá-la, certamente essa nova lente vai lhe propiciar benefícios:

  • sensação de estar no comando da sua vida
  • fazer escolhas mais conscientes e sensatas
  • lidar com situações conflitantes de forma equilibrada
  • olhar a realidade com otimismo
  • sentir a leveza do seu ser
  • coragem para agir sobre as emoções negativas
  • usar do seu direito de se sentir bem e de ser mais feliz

Sobreviver, por outro lado, significa ser dirigido por pensamentos negativos e, olhando ao redor, sentir-se “sem saída”, impotente. Você conclui que a vida é assim mesmo, e isso passa a ser sua referência para guiar sua caminhada pela vida. Ficar sem saída nos dá a nítida sensação de impotência, o que funciona como um bloqueador na busca de soluções para as intempéries do dia a dia. Assim, a confirmação da sua impotência para viver a vida se torna uma verdade para você. E essa verdade passa a ser a lente através da qual você vai perceber a vida e definir suas escolhas.
Escolhas feitas pela lente da impotência fazem da sua existência um fardo, e é comum ouvir das pessoas que assim se expressam:

“A vida é uma eterna luta” – “Cada dia é uma batalha a vencer” – “Não é fácil viver nos dias de hoje” – “Não aguento mais a loucura da vida, quero ir embora para longe de tudo e todos”- “Acho que estou incompetente, não dou conta das cobranças da família e do trabalho, eu sou um só!” “Eu me sinto impotente para resolver minha vida”. Tudo é estressante, tudo se torna cinzento! Esse é o caminho da perda do controle emocional, e da liberação da agressividade. É o caminho das relações mal resolvidas e da depressão emocional. Tudo por causa da sensação da impotência na gestão da própria vida.

Existe solução?

O bom nisso tudo é que, se quisermos, podemos virar o jogo e promover uma comunicação interna entre razão e emoção, entre consciente e inconsciente, ou seja, entre o córtex pré-frontal (razão) e o sistema límbico (emocional), fazendo com que os sistemas nervosos simpático e parassimpático estejam em perfeita harmonia. Assim encontraremos o tão querido, desejado e popularmente conhecido “equilíbrio emocional”.

Sim! É o momento de revisitar seus pensamentos, suas emoções e seu modo de ser e de agir.